PESQUISE AQUI








Pesquisa personalizada






14 de mar de 2010

CRIANÇAS X CÂES

ganhe amostras gratis
HTTP://amostragratisnet.blogspot.com

Cães e crianças

Cientistas provam que crianças que assumem a responsabilidade por um animal são mais inteligentes que crianças que não cuidam de um bichinho. Dar um animal como presente a uma criança pode ser muito bom e importante quando há um adulto responsável por perto que trate o animal quando a criança não o quiser mais. Não se dá um animal como brinquedo para as crianças! Devemos levar em conta que a criança quer e deve brincar à vontade, mas um animal merece um certo respeito.
Cães de um porte pequeno muitas vezes não gostam de crianças e não toleram as brincadeiras delas. A regra é esta: quanto menor a criança, tanto maior deve ser o cão. Isto não quer dizer que os pais podem deixar as crianças à vontade com os animais. Podem acontecer acidentes graves, tanto com as crianças como com os cães! Muitos cães só ficam agressivos depois de terem sido maltratados pelas crianças! Não podemos permitir, que as crianças puxem orelhas e rabos, batam, chutem ou pratiquem outras crueldades, mesmo que seja inconscientemente.
Os animais podem representar uma oportunidade de aprendizagem para as crianças. Como a consciência se forma na infância, cabe aos adultos uma tarefa muito importante de ensinar às crianças o respeito e o amor pelos animais. Inicialmente nenhuma criança maltrata um animal por maldade. Se um adulto entra em cena falando enfaticamente: - "Coitado do bichinho!" ou "Quer que algum gigante puxe tuas orelhas?", a criança pode começar a entender o que significa responsabilidade. Nossos filhos, quando bem pequenos, puxavam as orelhas dos cães, mas nós puxávamos as orelhas deles, dizendo: "assim é que o coitadinho do cãozinho se sente, também!". Até um bebê entende esta linguagem.
E como evitar os "ciúmes" de cães? (Na verdade, cães não sentem ciúmes. Eles somente querem um pouco mais de carinho que o outro). Houveram muitas vezes em que cães atacaram crianças da própria família.
Perguntando algo sobre a vida familiar, descobri sempre o mesmo:
Quadro 1: O cão era quase como um filho em casa, dormia na cama com os seus humanos, comia junto na mesa e acampanhava os donos assistindo TV. Quando nasceu a criança, o quadro mudou na hora. O cão mudou para o quintal, às vezes parou até na corrente, o nenê gritou muito, os pais estavam nervosos e o cão quis ajudar. Quem foi o culpado de tudo da vista do animal? Claro, o bebezinho! Antes dele estava tudo normal. No momento em que ele pode se soltar, ele vai exterminar o intruso que tanto incomoda os seus humanos queridos!
Quadro 2: O cão vive fora da casa. O bebê entra na família, mas não é apresentado ao animal. Quando entra no pátio para tomar sol, o cão vira o carrinho e morde o bebê.
Quadro 3: Crianças em geral ou as crianças da casa provocam a raiva do animal, jogando pedras, gritando ou batendo no animal. Pode ser até que crianças que passam fora da cerca provoquem o bichinho. Quando aparece uma outra criança no quintal, o cão se joga em cima dela.
    Como podemos evitar acidentes? Bem antes que a criança entre em nossa vida, preparamos o cão.
  1. O quarto do novo membro da família pode ficar fechado por uma cerquinha móvel, para ele aprender que não pode entrar.
  2. Se nós não queremos mais ele na cama, vamos ensinar a ele o quanto antes que ele tem uma caminha fofinha no cantinho.
  3. No momento em que queremos dar o primeiro banho no filho, tiramos toda roupa dele e apresentamos ele ANTES do banho com os cheiros naturais ao nosso amigo canino. Ele pode cheirar à vontade e está sendo acariciado, pois é ELE que tem um maravilhoso bebê para cuidar! Garanto que uma relação tão boa não vai resultar em acidentes!
  4. O nosso filho e nenhuma outra criança pode ter a permissão em perturbar o animal, para não provocar raiva alguma.
  5. Devemos evitar de qualquer jeito que crianças de fora provoquem a raiva do animal. Se moramos ao lado de uma escola, talvez um muro adiante. Podemos pensar em deixar o cão dentro da casa no horário das crianças sairem ou entrarem na escola.

Postagens populares

Minha lista de blogs

tang

Pesquisa personalizada
User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:Abobora Doce Recheada Adimito Amendoas Bacalhoada Bolinho Caranguejo Bolinho Recheado Queijo Bolos Decorados Mecanico Calda Manjar Carne Receita Cerveja Creme De Maca Croqueta Frango Presunto Feito Cuscuz Marroquino Folhadinhos Rapidos Gelatina Abacaxi Hoteis Inquilinato Laranja Morangos Licor Ameixa Macas Glaceadas Massa Leitao Massas Yakisoba Menus Dia Namorados Microondas Pao Molho Requeijao Frango Molhos Especial Tender Muffins De Halloween Paelha Marisco Panquecas Ovos Pate De Caviar Pessego Receitas De Pimenta Limao Polpa Manga Receitas Castanhas Portuguesas Receitas Cheesecake Receitas Rapidas Natal Repolho Crespo Risotto Pato Saladas Vinaigrette Sobremesas De Copinhos Sopa Arroz Feijao Sopa Courgette Sorvetes De Damasco Souvlaki Spaghetti Receitas Tarte Espinafres Frango Tarte Fruta Natas Tomates Forno Video Racao Humana